Menu

Deputados asseguram recursos a Universidade do Folclore do Garantido no Orçamento Estadual

Deputados asseguram recursos a Universidade do Folclore do Garantido no Orçamento Estadual Notícia do dia 29/11/2017

Deputados Estaduais do Amazonas começaram a declarar seu apoio às ações do Boi Garantido para o ano de 2018. Uma delas, em especial, já teve a confirmação de pelo menos 11, dos 24 parlamentares da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) que prometeram apresentar, ou apoiar, emendas ao Orçamento Estadual que destinem verbas às ações da Universidade do Folclore Centro Educacional Paulinho Faria. É o resultado do contato feito pessoalmente pelo presidente do Boi Garantido, Fábio Cardoso e vice, Messias Albuquerque, durante a semana passada, na ALEAM.
“Foi uma peregrinação que fizemos na Assembleia e a gente teve um resultado muito satisfatório. Comparado com 2017, a gente já conseguiu muito mais recursos. Não recebemos ainda, claro, mas o horizonte é bem melhor para que possamos funcionar com a Universidade do Folclore de maneira tranquila em 2018”, avalia o presidente do Garantido, Fábio Cardoso.

O primeiro parlamentar a anunciar uma proposta concreta para apoiar as ações do Centro Paulinho Faria foi o Deputado Josué Neto (PSD). Ele anunciou uma emenda do orçamento no valor de R$ 100 mil para o Garantido. “O trabalho social realizado pela escolinha do Garantido é muito importante para o desenvolvimento de crianças e jovens que desde muito cedo tem a oportunidade de participar de atividades saudáveis, como dança, artesanato e outras ações voltadas para arte e cultura. Um trabalho que com certeza tem ensinado a esses jovens muito mais que aptidões artísticas. É por saber da importância desse trabalho que estaremos destinando essa emenda parlamentar de R$ 100 mil para contribuir para o futuro dessas crianças”, disse Josué Neto.

Todos os 24 parlamentares receberam o documento, no qual, o Instituto Boi Garantido solicita emenda parlamentar para apoiar as aditividades da Universidade do Folclore que, por sinal, começa suas atividades no dia 1º de dezembro com a abertura de matrículas para as oficinas de violão, cavaquinho, dança e desenho, também oficinas de teatro, canto/coral e atividades de esportes e lazer com (caratê, capoeira, torneio, jogos educativos).

“Estamos na incumbência de criar a oportunidade de uma Oficina extra de acompanhamento escolar. Tudo isso iniciando ainda este final de ano, com o objetivo de mostrar para as secretarias de Estado (Cultura, Educação e Assistência Social) o querer da nossa diretoria, comandada por Fábio e Messias”, disse Irlany Guimarães, diretora da Universidade do Folclore.

A Universidade do Folclore Centro Educacional Paulinho Faria atende, em média, cerca de 360 meninos e meninas, entre 9 e 16 anos, em dois turnos (matutino e vespertino). A entidade mantém uma equipe de 32 servidores contratados, entre psicopedagoga, pscicóloga, assistente social, secretária e instrutores. A previsão é de que, em 2018, o gasto mensal para manter as atividades do Centro Paulinho Faria chegue a R$ 30 mil mensais. A fonte principal está nos convênios e emendas parlamentares, mas uma parte das mensalidades pagas pelos sócios do Boi Garantido também deve ser destinada à entidade.

Texto: Arnoldo Santos

Foto: Divulgação